Busca no site

Busca:

Nossa Cidade
A Câmara
Transparência Pública
Legislação
Sessões Plenárias
Imprensa
Serviços
Home
Concursos
Lei Orgânica
Últimas Noticias

.:Acontece na Câmara:.

Câmara Municipal de Matão
Estado de São Paulo

Agnaldo Navarro autoriza programa de combate ao álcool

Iniciativa junto ao Ensino Médio foi sugerida ao Poder Executivo.


O Poder Executivo local está autorizado a instituir o ‘Programa de Prevenção e Conscientização do Alcoolismo Juvenil’. A iniciativa deriva de um Projeto de Lei do vereador Agnaldo Navarro de Sousa, aprovado na segunda-feira (18), cuja finalidade é treinar professores do Ensino Médio da rede pública e privada para que atuem como agentes, visando a prevenção do alcoolismo juvenil.
A pauta do programa prevê capacitação ampla e contínua para a reflexão teórica e transmissão de conhecimentos temáticos e técnicos; convênios com instituições públicas ou privadas que desenvolvam atividades culturais e educacionais; concurso de redação entre os alunos; elaboração de material didático sobre o álcool e seus efeitos, composto de apostilas, panfletos e outros; gestões junto a autoridades para a fiscalização fiel do cumprimento da legislação que proíbe a venda de bebidas alcoólicas aos menores de 18 anos.
COMBATE
As estatísticas mostram que o álcool é de longe a mais perigosa das drogas, responsável por 90% das internações em hospitais psiquiátricos e por 45% dos acidentes com jovens entre 13 e 19 anos e por 65% dos acidentes fatais. São 350 tipos de doenças físicas ou psíquicas provocadas por seu consumo. Portanto, o álcool - droga lícita - também representa um caso grave de saúde pública.
O Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas (Cebrid) confirma que de 15.503 estudantes entrevistados nas capitais do país, 53,2% consomem álcool e 6% são dependentes. Depois de beber, 11% envolvem-se em brigas e 19% faltam à escola. Outra pesquisa do Cebrid aponta que a faixa etária que apresenta maior índice de dependência de álcool entre homens (18,2%) é de 18 a 24 anos.
O consumo de bebidas alcoólicas é tão comum que muitas pessoas não imaginam que elas são drogas potentes. A relação entre álcool e câncer tem sido avaliada no Brasil, por meio de estudos de caso-controle, que estabelecem a associação epidemiológica entre o consumo de álcool e cânceres da cavidade bucal e de esôfago.
Além de agente causal de cirrose hepática, em interação com outros fatores de risco, como por exemplo, o vírus de hepatite B, o alcoolismo está relacionado a 4% das mortes por câncer, implicado que está, também, na gênese dos cânceres de fígado, reto e, possivelmente mama.
Como a prevenção têm se mostrado um método eficaz de atuação em diversos problemas de saúde pública, acreditamos que ações direcionadas aos alunos do Ensino Médio, refletirá de uma maneira positiva quando os mesmos estiverem cursando a Universidade ou inseridos no mercado de trabalho.
A adolescência, quando geralmente ocorre o primeiro contato com as drogas, é a etapa mais vulnerável do desenvolvimento humano. “As instituições de ensino não podem ficar omissas a esta realidade devendo se preparar não só para a formação intelectual como também para fornecerem a seus alunos informações que os ajudem em sua prática social global. Trabalhando com alunos do Ensino Médio a intervenção preventiva ocorrerá, num momento onde os danos, na maioria dos casos, ainda não ocorreram”, comenta Agnaldo.



Av. Padre Nelson, 859, Centro - CEP 15990-350 - Fone (16) 3383.1033, Fax (16) 3383.1049